Tuesday, September 23, 2014

O meu cão "Bolinhas"...



O meu Bolinhas foi recolhido num jardim de rua na Damaia, há cerca de treze anos.
Estava magrinho, mal tratado, carente e com um problema grave numa das patas trazeiras, provavelmente provocado por uma pancada forte. Felizmente superou-o de todo, numa operação de sucesso, há dois anos atrás.
Viveu, feliz e contente todo este tempo na companhia do amiguinho Alex, em Baleia city, até ontem...
A tempestade e a trovoada do início da tarde falaram mais forte que o seu espaço envolvente de ternura e atiçaram o pavor que tinha das trovoadas, da chuva e das tempestades.
O medo enlouqueceu-o e fugiu de casa, onde provavelmente não voltará nunca mais, a não ser que algum milagre aconteça...
No meu coração e na minha memória ficarão sempre o seu cheiro meio rafeiroso, as lambidelas constantes que me dava nas mãos e na face, os seus olhares ternurentos e agradecidos, os latidos de alegria sempre que me via chegar depois de umas horas ou depois de uns meses, as corridas curtinhas seguidas de paragens bruscas e inesperadas aos meus pés, a pedir umas festinhas na barriga, que o faziam sorrir, sempre...
O meu Bolinhas era o companheiro fiel e amigo de coração do meu, também, querido Labrador Alex e adorava fazer umas belas espreguiçadelas e umas valentes sonecas no meu mat, depois da minha prática de yoga no jardim exterior da casa, nos dias de Verão e de Sol quentinho!
Se morreu, espero que tenha sido bem breve o momento da partida...
Se sobreviveu ao pânico, espero que alguém o tenha recolhido e lhe dê o carinho e o bom trato que sempre teve, até que um dia decida partir deste Mundo...

Bolinhas, forever and ever!

És mais um dos meus queridos animais de estimação e de coração, que sempre adoptei, desde criança e bem pequenina, quando implorava à minha mãe para me deixar ficar com aquele gatinho, ou aquele cãozinho, que tinha encontrado na rua...

Beijos,
da Princesa!

2 comments:

Liliana Silva said...

Ao ler o seu post, reconheci o seu Bolinhas... Fui eu que o acolhi quando desapareceu e, como sabe, já está com o dono. Realmente tem toda a razão, ele é um ser muito especial, um cão doce e de bem com a vida! Restam-me as saudades mas o conforto de que está onde sempre pertenceu. <3

Princesa Isabel said...

Um grande bem-haja Liliana! Tudo de bom para si! Mais uma vez, muito obrigada!
Beijinho.
Isabel